FASCINANTE

27/08/16

EXISTEM DIVERSOS MODOS DE ENCARAR A VIDA


Nosso sábio Amigão nos dotou do livre arbítrio, facultando-nos o direito de conduzir nossa vida, e é algo que deve ser muito bem aplicado...
Ósculos e amplexos
Marcial




Essa questão de "modos de encarar a vida", é muito divertida, convenhamos.  Cada pessoa tem uma maneira peculiar, toda sua, de viver a vida. E todos estão certos.
Desde que seja de uma maneira honesta, ninguém pode criticar ninguém.  
Não temos o direito de achar que alguém está errado porque quer viver de uma ou outra maneira.  Existe uma coisinha chamada "livre arbítrio", que permite que cada qual disponha de sua vida a seu bel prazer. 
Esse direito contudo, apenas cessa quando começa a interferir com a vida de outras pessoas.  Da mesma maneira que não gostamos que interfiram em nossa vida, devemos respeitar o direito dos outros de vivê-la à sua maneira.
Como o caso dos fumantes por exemplo, não podemos criticá-los por serem fumantes. Eles podem dispor de sua saúde como quiserem.  Apenas pode-se criticar o fato deles sempre insistirem em fumar perto de não fumantes.  Se querem que seu direito de fumar seja respeitado, devem também respeitar o direito dos não fumantes que respirar ar puro...
Mudando de exemplo, podemos notar que existem pessoas que estão sempre esperando uma ajuda inesperada para acertar sua vida e, nessa esperança, quase sempre ficam fora da realidade, porque deixam de tomar certos rumos na vida, só contando com a ajuda que virá de algum lugar, ou de alguém.
Não se pode querer provar que a realidade não é feita de sonhos, e que por vezes é cruel com as pessoas sonhadoras.  Sempre existirão exemplos de pessoas que conseguiram realizar sonhos "impossíveis".  
A "pequena" diferença que existe, é que essas pessoas vencedoras, foram atrás de seus objetivos, ao invés de ficar esperando que as coisas acontecessem.
Recebi de uma pessoa amiga, uma frase muito interessante, atribuída a Albert Einstein, que diz o seguinte: 
"Há duas formas para viver sua vida: Uma é acreditar que não existe milagre.
 A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre."
A interpretação a esta mensagem me parece clara. 
"Acreditar que não existe milagre". Com isto, nosso amigo quis dizer que não podemos ficar sentados esperando que o "milagre" ou seja, que as coisas aconteçam, temos que fazer nossa parte, estudar, trabalhar, definir objetivos, e ir buscá-los. 
Sem nosso esforço pessoal, só esperando que outros façam por nós, ou que o Amigão venha resolver o problema, minhas crianças, a pobre vaquinha "se atolar-se-á". Não podemos realmente acreditar que um milagre venha consertar nossa situação.
Agora, "acreditar que todas as coisas são um milagre", faz todo o sentido.  Não tenham dúvidas de que ao conseguirmos realizar um sonho, ao conseguirmos atingir um objetivo pelo qual desenvolvemos nosso trabalho, direcionamos nossos esforços, podemos considerar essa vitória como um milagre. 
Um milagre sim.  Mas um milagre de nosso trabalho, de nossa capacidade.  Um milagre fruto de algo muito real, que é nosso desempenho pessoal.  E convenhamos, quanto mais difícil e cheio de obstáculos seja esse caminho, melhor é o sabor, maior será o milagre. O nosso milagre.
Esperando que cada qual consiga realizar seu "Milagre Pessoal", desejo a todos a possibilidade de fazer de cada dia, sempre UM LINDO DIA...

Marcial Salaverry

COMO CONTROLAR O CORAÇÃO



Para evitar a explosão
que o amor
causa ao coração,
é preciso, seja como for,
usar a razão,
para evitar a dor
de uma desilusão, 
que venha tirar o calor,
que nos dá a emoção
de viver um amor...
Vamos o amor viver,
tendo cuidado para não sofrer...
Um amor sem tristeza,
fará de sua vida uma beleza...

Marcial Salaverry

26/08/16

COMO DEFINIR “AFINIDADE”

Podemos entender como “Afinidade”, o fato de simpatizarmos ou não com determinadas pessoas, por vezes sem que possa haver alguma explicação lógica para esse sentir...
Ósculos e amplexos,
Marcial

Muitas vezes perguntam o que vem a ser essa tal de "Afinidade", que realmente é um sentimento de difícil explicação, e para tentar faze-lo, podemos chamar a atenção para certas coisas curiosas que às vezes acontecem conosco...  Pode-se notar que com muita frequencia encontramos ou só conhecemos, mesmo sem encontrar, pessoas que nos despertam de imediato uma grande simpatia e, por vezes uma grande antipatia, e nos perguntamos o porque desse sentir, pois não deixa de ser estranho tal fato. 

O normal seria simplesmente aguardar os acontecimentos para saber se essa pessoa, por suas atitudes futuras pode ou não merecer nossa amizade.  Mas assim, à primeira vista, pode ser um pouco estranho, e a única explicação que encontro, por vezes não tem concordância de muita gente. 
Trata-se pura e simplesmente de reencontro de vidas passadas, com as cobranças e resgates naturais de embates anteriores.  E isso ocorre com muita frequência, e podemos puxar pela memória para lembrar quantas vezes já tivemos essa experiência.  Aquela sensação de, à primeira vista, pensar que determinada pessoa pode ou não ser uma pessoa confiável, de quem nós iremos gostar, ou não... Algumas vezes essa primeira impressão é errônea, mas é a que prevalece até que tenhamos provas contrárias.

Assim, vamos tentar definir o que vem a ser essa Afinidade, que na verdade é um sentimento que aceita distancia, aceita um afastamento, que num eventual reencontro retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto, no exato ponto onde foi interrompido, e parece que na verdade, não tem o sentido do tempo.
É muito raro manifestar-se, mas quando ela existe, não é necessária a criação de códigos verbais para se manifestar, pois, na verdade,  ela já existia antes mesmo do conhecimento,   e permanece ainda que as pessoas se afastem.  É o caso daquelas "presenças ausentes", pois mesmo que os amigos estejam longe ou afastados, sempre são lembrados. 

Quem não tem aquela amizade inesquecível?  Aquela pessoa que mesmo longe, sempre é lembrada com saudades, devido à grande semelhança de pensamentos, idéias, sentimentos.  Mesmo longe, sentimos a presença.
Sentimos simplesmente. Nem contra, nem a favor, muito pelo contrário. Sentimos a presença, sem ter necessidade de explicar o que estamos sentindo. É olhar e perceber. Sem dúvida,  é um sentimento singular, discreto e independente. A presença pode ser detectada a quilômetros de distância, mas é percebida pela maneira de falar, de escrever, de andar, de respirar... Enfim... Está sem estar.
Quando existe uma afinidade, a relação é retomada no tempo em que parou,  pois ela é atemporal. A amizade pode ser destruída por muitas coisas, muitas mágoas, mas a afinidade a tudo resiste.  As pessoas sentem esse sentimento, porque ele existe, e não buscam explicações.
Procuramos motivos para sermos amigos de alguém, e o primeiro dos quais, é se existe alguma afinidade entre nós.   Então, para haver Amizade, é preciso que haja Afinidade.
Para que possamos amar alguém, então ela é imprescindível... Não podemos amar ninguém com que não tenhamos sentimentos "afínicos" (favor avisar o Aurélio... pode incluir).  No caso de Amor, então, além da Afinidade, também  há que existir a Amizade.
Em casos de separação prolongada, o amor pode desaparecer, amizades podem ser esquecidas, mas se existir Afinidade, o esquecimento não existe, porque para sua subsistência, basta a vida.  A qualquer momento em   que se dê o reencontro, ele será gratificante, porque, tanto o tempo quanto a separação, na verdade nunca existiram. Foi apenas a oportunidade dada pelo tempo para que a maturação pudesse ocorrer e que cada pessoa pudesse sentir cada vez mais que realmente são "afínicas".
Resumindo tudo, Afinidade vem a ser a presença do ausente.  Mesmo que não se tenha a poresença, assim nos sentimos, pois nossos sentimentos comungam, nossas idéias "batem", nossos pensamentos, enfim, são "Afínicos". Reside aí o princípio, meio e fim de lindas amizades.
Para reafirmar nossas afinidades, desejo a todos um LINDO DIA.

Marcial Salaverry
20/08/2001

25/08/16

ENTARDECER OU AMANHECER























Seja ao entardecer,
seja ao amanhecer,
o amor não tem hora para acontecer...
Basta juntos estarem,
para os amantes amarem...
Estando com o amor ao lado,
solta-se o coração apaixonado...
Vive-se a gostosa emoção
que faz vibrar o coração...
Os momentos de intenso prazer,
não tem hora para acontecer...
Quando a pele é sensualmente tocada,
fica totalmente arrepiada...
e assim pode-se sentir a força do amor,
e a ele se entrega com fervor...
 
Marcial Salaverry

COMO PODEMOS RESOLVER CERTOS PROBLEMAS




O grande problema da vida, é que nem sempre saberemos resolver certos problemas que iremos encontrar pela frente...
Ósculos e amplexos
Marcial



Existem alguns possíveis caminhos a serem seguidos, e para início de conversa, constatei que existem alguns pensamentos que realmente dão o que pensar e sempre merecem uma análise e uma reflexão, pois por mais antigos que possam ser, sempre são atuais, como por exemplo este:
"Não diga a Deus o tamanho de seu problema, mas diga ao seu problema o tamanho de Deus".

Infelizmente desconheço o autor, pois gostaria de parabenizá-lo.
Realmente, quando temos uma bananosa pela frente, não nos adianta de nada chamar pelo Amigão, esperando que ele venha e resolva o problema.  Temos que enfrentá-lo com decisão.  Temos que procurar soluções que dependam de nosso esforço, e não fazer como já escutei muitas vezes: Deus há de me ajudar, ou Deus vai resolver prá mim.  Não tenham dúvidas de que, a essa altura do campeonato, ele vai dizer: Mas... tudo eu ?  Faça sua parte, meu filho... que eu te dou uma mãozinha.
É bem por aí, temos que fazer nossa parte.  Não podemos esperar que sempre Ele venha nos carregar, alias, por vezes Ele faz isso, mas não pode ser sempre. 

Nunca se esqueçam de que os problemas fazem parte da vida.  São os testes de habilitação à vida.  Sabendo como superá-los, ou contorná-los, é que mostramos estar justificando o espaço ocupado no globo terrestre. 
O que não se pode fazer é entregar os pontos, desistir de tudo.  Reconheço que às vezes surgem obstáculos que parecem intransponíveis, e é justamente nesse ponto que podemos mostrar nosso valor, nossa força de vontade,  nossa inteligência.  Se ele é intransponível, podemos tentar contorná-lo.  Se for "incontornável", temos que esquece-lo por algum tempo, e mesmo deixá-lo de lado, e procurar outros caminhos. 
O que não podemos fazer é olhar aquele monstro em nossa frente, e esperar pura e simplesmente que ele nos devore.

Procurando soluções, usando nossa criatividade, estaremos mostrando ao problema o "tamanho de Deus", pois estaremos usando a capacidade natural de que fomos dotados, que é nossa inteligência, nossa capacidade de raciocínio e reação às dificuldades.
Na sabedoria popular, diz-se que se "Deus lhe der um limão, faça uma limonada".
Não deixa de ser uma sábia recomendação.  Devemos sempre procurar uma saída para vencer os limões, digo, os obstáculos, contudo, se constatarmos que não haverá solução possível, é chegada a hora de reformular os planos, pois um recomeço, num novo empreendimento sempre é melhor do que ficar malhando em ferro frio, atrás de um sonho desfeito.
Aliás, o grande mérito da saber a hora de recuar é o ponto de partida para as grandes vitórias.
Devemos saber ouvir, não somente nossa voz interior, como também opiniões que outras pessoas nos possam trazer.  Muitas vezes quem está de fora tem um enfoque melhor, uma visão melhor do problema e pode ser de grande valia ouvir quem tem algo a nos dizer.
Muitas vezes a soma de nossas idéias com propostas de outrem, apresentam resultados surpreendentes.  Só temos que saber usar nosso bom senso para encontrar as soluções exatas.  Esse é o sentido de mostrar-se ao problema o tamanho de Deus, usando o talento com que fomos agraciados para encontrar uma saída.
Bem crianças, creio que as sugestões acima, podem nos ajudar a fazer de cada dia, sempre UM LINDO DIA, com ou sem problemas...

Marcial Salaverry












24/08/16

ALMAS VIAJANTES


"Alma minha gentil, que te partiste..."
Almas que procuram afinidade,
almas que se perdem na saudade...
Almas que desejam ser amadas,
almas que merecem ser adoradas...
Almas que permanecem imaculadas,
almas que não se perdem em suas caminhadas...
Almas que querem ser beijadas,
almas que sempre serão lembradas...
Almas que querem simplesmente,
seu amor eternamente...
Almas para sempre inesquecíveis,
almas que despertam sentimentos incríveis...
Amo-as, belas almas...
Sintam, através do espaço infinito,
este carinho que jamais será finito...

Marcial Salaverry

A FORÇA DA NATUREZA



























 Este texto foi publicado em 04/2001, após uma forte ressaca nas praias de Santos.
Como neste fim de semana tivemos uma nova e forte ressaca, com alguns efeitos
devastadores, aproveito para reeditar a Cronica, lembrando que houve algumas modificações, principalmente no que diz respeito a datas.
Ósculos e amplexos,
Marcial

 Neste fim de semana, aqui na minha linda Santos, tivemos uma demonstração especial da força da natureza.  Fomos brindados pelo espetáculo da ressaca marinha.
Não sei o que foi que o mar andou bebendo, mas que a ressaca foi brava, realmente foi.
Para quem não conhece Santos, nossa praia tem uma largura superior a 100 mts (calculando-se entre o calçadão e a "linha" do mar quando em maré normal).
Nesta ressaca o mar "varre" toda essa extensão, chegando a avançar até a avenida da praia (considerando-se que o "calçadão" dos jardins tem uma largura de 20 mts aproximadamente), proporcionando-nos um espetáculo de rara beleza.
O choque das ondas furiosas contra o paredão dos canais, contra as pedras de proteção do Emissário Submarino (também conhecido como bostoduto...) é algo para encher os olhos dos observadores privilegiados. Quanto as ondas começam a se reunir ainda ao largo, já dá para antever até onde chegará o mar.   E os mais prudentes procuram os locais mais seguros para apreciar o show, longe da fúria das ondas.
Elas, quando chegam, "varrem" tudo.  Qualquer coisa que estiver no caminho, será implacavelmente arrastada.
Desta vez, a coisa foi feia mesmo.  Não é incoerência.  Se a beleza do espetáculo da fúria das ondas em choque contra os obstáculos é algo maravilhoso de se ver, temos que convir que existe o reverso da medalha, considerando-se os estragos que essa beleza provoca.
Digamos que é o mesmo estrago que uma amante linda e cara provoca na conta bancária de seu "coronel".
As muretas de proteção dos canais de escoamento de águas pluviais (para quem conhece Santos, são os canais de 1 a 7) foram arrancadas pelo mar, que trouxe tanta areia para a avenida da praia, provocando até a interrupção do transito, para que as escavadeiras pudessem remover a areia deixada pelo mar.(Hoje, essas muretas estão bem reforçadas e não são mais arrancadas...)
Contudo, é um espetáculo belíssimo... As ondas já começam a se formar em alto mar, que está super agitado. E elas vem chegando... As primeiras, já vem "varrendo" tudo, chegando até o calçadão.  Quando principia o refluxo, outras já vem chegando... O choque das forças contrárias já é um show à parte, com a água espirrando bem alto.
Essas outras parecem estar com força redobrada pela luta anterior, e chegam ainda mais longe. Quando voltam, parece uma calmaria. Acabou tudo, o mar está lá embaixo.
Mas novas ondas se formam, e  recomeça o espetáculo...
Quando a maré alta atinge seu ponto máximo não há quem resista.  Alguns mais afoitos chegam um pouco mais perto, e tomam um lindo banho quando as ondas chegam.
Esse fenômeno acontece esporadicamente aqui em Santos. Moro aqui já há 35 anos,(agora, são mais de 50) e ainda não me cansei de assistir ao show que nos é proporcionado pela sábia Mãe-Natureza.  A cada ressaca, sempre corremos para a praia para apreciar este belo show gratuito, que realmente vale a pena.  Por mais que tente, jamais conseguirei descrever a grandiosidade do espetáculo.  Só quem já viu é que me entende.
Não resisti, tive que comentar com meus amigos e amigas sobre isso.  Sou o maior admirador que existe das belezas da Natureza.  E sempre vale a pena, apesar dos contratempos que acontecem...
A maré atingiu seu "pico" máximo por volta das 13 hs. A quantidade de areia trazida pelas águas é enorme.  Os jardins da praia estão cobertos de areia e do sal deixado pela água do mar.
Estou com pena das "margaridas" amanhã.  O transbordamento dos canais causou inúmeros transtornos para a cidade.  O problema é que a maré alta vai chegar novamente durante a noite, atingindo seu "pico" por volta de meia noite, 1 hora.
E é aí que mora o perigo.  Geralmente a maré noturna é mais forte.  Experimentei jogar uns quantos comprimidos de Engov para ver se cura essa ressaca brava, mas não sei não...
Bem crianças, obedeçam-me, tendo UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry  -  04/2001

23/08/16

SAIBA O QUE É TERNURA

Ternura é importante,
para quem quer amar bastante...
Ternura é simplesmente,
amar terna e eternamente
com muita doçura,
e com uma amizade pura...
É beijar com ternura,
de uma forma madura... 
Ternura, é simplesmente, 
amar docemente... 
É viver um amor de mente,
que não seja demente...
É saber beijar ternamente,
e saber amar eternamente...
Ternura é saber ter a virtude
de amar em plenitude...

Marcial Salaverry

SAIBA O QUE É TERNURA


Ternura é importante,
para quem quer amar bastante...
Ternura é simplesmente,
amar terna e eternamente

com muita doçura,

e com uma amizade pura...
É beijar com ternura,
de uma forma madura...
Ternura, é simplesmente,
amar docemente...
É viver um amor de mente,
que não seja demente...
É saber beijar ternamente,
e saber amar eternamente...
Ternura é saber ter a virtude
de amar em plenitude...


Marcial Salaverry

AMAR É UM DOM

Realmente,  saber amar,
é um dom divino...
é saber compartilhar,
os problemas dividir,
as dores juntos sentir,
com as alegrias
de todos os dias,
juntos sorrir...
e nunca de seu amor fugir...
Como não vai parar
o rio que corre para o mar,
nem  o curso das estrelas no céu,
um amor de verdade,
tem necessidade
de ser vivido...
Dois enamorados,
como ninguém no mundo,
devem saber
esse amor viver,
pois quando é esse o destino,
o amor é um dom divino...

Marcial Salaverry